contato@faculdadecesa.edu.br
|
(84) 3331-7105

FACESA amplia o Programa de Inclusão de Minorias no Ensino Superior

 

 

A FACESA, em sua política de Equidade e Inclusão de Minorias, consolida sua missão, compromisso e responsabilidade social com a inclusão e respeito pelo ser humano, bem como amplia suas ações afirmativas para oportunizar o acesso ao ensino superior de grupos sociais que são considerados como minorias, ao lançar Edital que oferta bolsas integrais de estudos para as pessoas negras (pretos e pardos), a exemplo do que já realizou com a comunidade Trans (transexual, transgênero e travesti).

 

Nessa edição o Edital do Programa de Equidade e Inclusão de Minorias da FACESA – EQUI, oferta 2 bolsas integrais de estudos para qualquer um dos cursos presenciais de graduação da instituição: Administração, Ciências Contábeis, Educação Física, Enfermagem, Fisioterapia, Pedagogia e Serviço Social, destinadas a pessoas negras (pretos e pardos), como forma de contribuir para que esses indivíduos tenham acesso ao conhecimento acadêmico-científico e sejam respeitadas nesse espaço de construção intelectual e social.

 

No Brasil, há o discurso da existência de uma sociedade democrática e de respeito aos direitos humanos e fundamentais. Nesse sentido, a Lei 12.288/2010, que trata da instituição do Estatuto da Igualdade Racial, em seu artigo 4º, Inciso VII, referenda esse discurso ao afirmar:

 

Art. 4o A participação da população negra, em condição de igualdade de oportunidade, na vida econômica, social, política e cultural do País será promovida, prioritariamente, por meio de:
[...]
VII - implementação de programas de ação afirmativa destinados ao enfrentamento das desigualdades étnicas no tocante à educação, cultura, esporte e lazer, saúde, segurança, trabalho, moradia, meios de comunicação de massa, financiamentos públicos, acesso à terra, à Justiça, e outros.

 

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Educação, 2019), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 71,7% dos jovens fora da escola são negros, e apenas 27,3% destes são brancos. O mesmo estudo demonstra a desigualdade de acesso à educação nos índices de analfabetismo. Em 2019, 3,6% das pessoas brancas de 15 anos ou mais eram analfabetas, enquanto entre as pessoas negras esse percentual chega a 8,9%.

 

Dessa forma, a FACESA cumpre com sua responsabilidade social e abre o diálogo no caminho da ampliação da inclusão das pessoas pertencentes ao grupo étnico-racial negro (pretos e pardos) nas Instituições de Ensino Superior de uma maneira digna, justa e humanizada.


Edital do Programa: Clique aqui

 

Inscritos aptos para Prova Objetiva e Redação: Clique aqui

 

Resultado da Prova Objetiva e Redação: Clique aqui